Centro do Guilherme comemora 13 anos com finanças equilibradas


Centro do Guilherme teve bons motivos para comemorar os 13 anos de emancipação política e administrativa pela prefeita Maria Irene de Araújo Sousa, no terceiro ano de sua administração. Ela equilibrou as finanças do município, entregou obras à comunidade construídas em parceria com o governo do Estado e com recursos próprios, avançou no sistema educacional, na saúde, na infra-estrutura e anunciou a construção de novas obras que irão continuar possibilitando o desenvolvimento da cidade até o final de sua gestão.

Para comemorar os 13 anos de emancipação política e administrativa de Centro do Guilherme, fundado no dia 10 de novembro de 1994, Maria Irene e sua equipe de trabalho organizaram uma bonita festa com a participação de duas bandas de forró e de artistas de música evangélica.

Como parte da programação foi realizado um culto de ação de graças, seguido da apresentação do cantor gospel Jacimário e de uma banda. As apresentações ocorreram na praça em frente à agência da ECT. Em outra praça se apresentaram o cantor Víctor Bezerra, e as bandas Forró Safado e a Alta Tensão.

BANCO - A prefeita Maria Irene destacou ainda a entrega de diversas obras, entre as quais a inauguração do Banco Postal na primeira agência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), instalada na cidade. O banco postal facilitará o pagamento de aposentados e pensionistas, além do pagamento do funcionalismo público municipal.

Ela disse que a comunidade também está empolgada com as obras que estão realizadas em parceria do governo do Estado, como a estrada ligando o município a Presidente Médici, prometida pelo governador Jackson Lago. Também por meio da parceria ela pretende instalar, no próximo ano, uma faculdade para atender a juventude e um curso de capacitação de enfermagem.

Maria Irene salientou que todos os professores leigos da rede municipal de ensino participam da última etapa do curso de capacitação, que será encerrado em fevereiro, com a formação de uma turma de 72 professores. Disse ainda que a prefeitura firmou convênio com uma faculdade catarinense para dar continuidade à formação dos professores que estão concluindo a capacitação.

PONTE - Em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), será construída e a ponte sobre o rio Maracaçumé, que irá facilitar o acesso entre Maranhãozinho e Presidente Médici, beneficiando a população de Centro do Guilherme. A atual ponte de madeira está com sua estrutura comprometida e pode deixar isolados vários povoados da região.

Ela lembrou que recebeu um município sucateado e inadimplente, mas com esforço e perseverança equilibrou as finanças municipais e está concluindo o pagamento da última parcela da dívida herdada do gestor anterior. Devido ao débito ela foi obrigada a devolver recursos dos governos federal e estadual, deixando de executar obras como a construção de uma quadra poliesportiva.

Com as finanças equilibradas foi possível receber recursos de emendas parlamentares para implantação do sistema de abastecimento d'água, construção de postos de saúde na zona rural, aquisição de material hospitalar e gabinete odontológico e compra de ambulância, com contrapartida da prefeitura.

COLÉGIO - Ela também assinou convênio de parceria com o governador Jackson Lago para a implantação de três quilômetros de vias asfaltadas, construção da estrada e da ponte ligando Centro do Guilherme a Maranhãozinho, além da aquisição de uma ambulância. Também foi firmado convênio com governador Jackson Lago para a construção de uma escola de ensino médio com seis salas de aula e demais dependências. Maria Irene revelou que está empenhada no projeto de construção do centro administrativo e na construção de prédio escolares.

Sobre o prédio da prefeitura ela lembrou que o gestor anterior recebeu os recursos para a construção do centro administrativo, mas construiu apenas o alicerce que foi condenado pelos engenheiros. O restante do recurso foi desviado.

A prefeita de Centro do Guilherme, apesar da escassez de recursos, implantou uma organizada e moderna secretaria de Ação Social que oferece cursos de corte e costura ministrados por profissionais. Com isso foi formada a primeira equipe de 32 costureiras que produzem camisas e roupas íntimas, criando oportunidades de geração de emprego e renda.

Fonte: correiodosmunicipios.com.br

0 comentários :: Centro do Guilherme comemora 13 anos com finanças equilibradas

Enviar um comentário