Para que serve o alecrim

0 comentários
Um dos tipos de alecrim é originário da Europa, ele foi trazido pelos colonizadores, e é muito utilizado na medicina natural, e também como condimento – com essa finalidade é muito utilizado na culinária dos países do Mediterrâneo –, principalmente no preparo de carnes.

É uma planta que pode atingir até dois metros de altura, e cuja folha é grossa, enrolada, e dela seca retira-se o material para produzir o condimento. Mesmo fazendo a herbalização dela, ela não perde o cheiro e nem o sabor.

Como medicinal, o alecrim é utilizado para combater a depressão e aumentar disposição.

Fonte: https://www.leetdoc.com/br/alecrim/

Tarifa de ônibus, ZH e bloco de lutas

0 comentários

Depois de 15 meses de intensos debates sobre a “Planilha de Cálculo da Tarifa do Transporte Coletivo” realizados pelos Auditores e Conselheiros do TCE, pelo Ministério Público de Contas, pelo Poder Judiciário e pelos técnicos da EPTC, tivemos uma decisão tomada por UNANIMIDADE pelo Tribunal de Contas sobre os itens a serem calculados na tarifa dos ônibus.

Sem dúvida alguma, a partir deste debate público, onde a imprensa participou de forma ativa, contamos com uma das planilhas mais transparentes do país. Ela está devidamente divulgada no site da Prefeitura para consulta pública.

De acordo com a Lei 8.023/97 que impõe o “reajuste da tarifa dos ônibus sempre que ocorrer o Dissídio Coletivo dos Rodoviários” os técnicos da EPTC calcularam a nova tarifa de ônibus de Porto Alegre. A nova planilha e o novo cálculo da passagem foram submetidos a apreciação do COMTU – Conselho Municipal de Transporte Urbano durante 7 dias.

A despesa com pessoal (salário dos rodoviários, vale-alimentação e plano de saúde) tem um impacto de 47% sobre o preço atual da passagem. Ou seja, quase a metade do preço da passagem é utilizada para o pagamento dos rodoviários de POA que tem o segundo maior salário da categoria em todo o país. Do ponto de vista percentual a despesa com pessoal impactou 8,02% no preço da passagem.

Além disso, o aumento dos combustíveis (óleo diesel + lubrificantes) impactou quase 7% no valor. Sem esquecer que a planilha contempla mais de 25 itens na sua composição.
No cálculo final enquanto a tarifa teve um reajuste de 5,66%, a inflação do período foi de 5,91%. Ou seja, o reajuste da tarifa foi inferior à inflação do mesmo período calculado.

Certamente, qualquer gestor público gostaria de não conceder reajustes dos serviços prestados. Mas, infelizmente a inflação continua acontecendo e não reajustar o sistema de transporte coletivo significa simplesmente apostar no seu sucateamento, o que aconteceu em cidades importantes como Brasília, por exemplo.

Licitação e tarifa


A Zero Hora – ZH e o Bloco de Lutas tem se debatido sobre o tema com a mesma intensidade. No ano passado eles defenderam em conjunto o “Passe Livre” como a grande solução para as mobilizações populares. Nenhum e nem outro apresentaram qualquer dado técnico que demonstrasse quem pagaria a conta. Ficou latente o viés populista da proposta.

Neste ano, ZH e o Bloco de Lutas se unem para afirmar que o reajuste da tarifa só deveria acontecer depois da licitação do transporte coletivo. Neste ponto, tenho a convicção de que tanto a ZH como o Bloco de Lutas baseiam as suas crenças na vontade política de fazer média com o usuário do transporte coletivo. Depois de 242 anos de vida, pela primeira vez, um prefeito encaminha o processo de licitação do transporte coletivo da cidade. E estou fazendo isso da forma mais transparente e democrática possível.

Realizamos plenárias em todas as 17 Regiões do Orçamento Participativo sobre o tema. Tentamos realizar uma Audiência Pública no Ginásio Tesourinha quando o Bloco de Lutas impediu com a violência e depredação do Ginásio que o debate prosseguisse causando danos físicos às pessoas, sendo que o líder comunitário conhecido como “Paulista” teve que ser atendido no HPS e realizar uma sutura com 3 pontos na cabeça.

O Bloco de Lutas não deseja que a licitação aconteça. Eles defendem simplesmente a estatização completa do transporte coletivo. Mais uma vez sem apresentar qualquer dado técnico que respalde a proposta.

O que me causa espanto é que tanto a ZH como o Bloco de Lutas fazem do reajuste da tarifa de ônibus uma luta sem tréguas mesmo que ela esteja sendo reajustada abaixo da inflação e realizada de acordo com uma planilha absolutamente transparente

Tarifas que extrapolam o bom senso e que abatem o bolso do brasileiro como as altas taxas de juros cobradas pelo sistema bancário não são questionadas. A tarifa absurda cobrada pelas companhias telefônicas que auferem os maiores lucros no Brasil entre todos os países não é questionada. A intensa elevação dos preços dos bens de primeira necessidade, especialmente dos alimentos, não merecem a repulsa deles.

De ZH, até compreendo o comportamento, pois entre os grandes anunciantes estão os maiores bancos do país, as principais companhias telefônicas e as grandes redes de supermercado. Mas em relação aos militantes do Bloco de Lutas quais os reais interesses em não questionar estes itens?

Fonte: fortunati.com.br

Segurança pública – um debate nas eleições de 2014

0 comentários

Durante a Copa do Mundo em Porto Alegre, uma das questões que mais chamou a atenção de todos foi a grande sensação de segurança que a Capital de todos os Gaúchos ofereceu nos dias do evento. Neste momento, a população volta a reclamar da sensação de insegurança na cidade depois do mundial, fruto do retorno dos mais de dois mil brigadianos, escalados para trabalhar em Porto Alegre durante a Copa, aos seus municípios de origem.

Muita gente confunde a responsabilidade sobre o tema. É indiscutível que todas as três esferas de Governo devem se envolver com ações de Segurança Pública e foi isso que aconteceu na Copa do Mundo, e resultou num trabalho digno de ser destacado em todo o mundo. Mas é impossível falar de Segurança Pública sem a presença da Brigada Militar nas ruas e bairros da cidade e sem o trabalho investigativo da Polícia Civil no nosso cotidiano.

A Constituição Federal, em seu artigo 144, não deixa qualquer dúvida sobre as responsabilidades de cada ente federado: “As POLÍCIAS MILITARES (Brigada Militar no nosso caso) e corpos de bombeiros subordinam-se, juntamente com as POLÍCIAS CIVIS, aos GOVERNADORES DOS ESTADOS…”. Em seu parágrado 8º, o artigo 144 estipula que “Os Municípios poderão constituir GUARDAS MUNICIPAIS destinadas à proteção de seus bens, serviços e instalações”. Ou seja, as guardas municipais têm estabelecidas, pela Constituição, um PAPEL BASTANTE RESTRITO de proteção dos bens PÚBLICOS subordinados às prefeituras municipais.

É importante observar que a cidade de Porto Alegre tem uma defasagem, calculada pela própria Secretaria Estadual de Segurança, de aproximadamente dois mil brigadianos. Ou seja, é impossível criar uma sensação de segurança adequada sem a contratação, pela Brigada Militar, de mais dois mil homens e mulheres para atuar em nossa cidade.

Como estamos em pleno processo eleitoral, no qual teremos a condição de eleger o(a) governador(a) pelos próximos 4 anos, é fundamental que esta cobrança feita pelos cidadãos de Porto Alegre ganhe relevância nos debates eleitorais. Todos sabem das difíceis condições financeiras e orçamentárias que o nosso Estado vive há mais de 20 anos. Desta forma, juntamente com a cobrança da reposição deste efetivo necessário a nossa cidade, é fundamental que os(a) candidatos(a) apresentem uma fórmula adequada para superar essas dificuldades financeiras e orçamentárias e apontar de como os mais de dois mil brigadianos serão contratados para dar a segurança que o cidadão de Porto Alegre, com toda a razão, reivindica.

Fonte: fortunati.com.br

Prefeitura investe em educação e no social

0 comentários

A maior ação da gestão de Cururupu, nos últimos dois anos, foram os investimentos para garantir educação de qualidade, à capacitação dos professores para combater o analfabetismo, bem como a recuperação urbanística da cidade e os investimentos no setor social. O destaque foi dado pelo prefeito José Francisco Pestana ao receber a visita do governador do Maranhão.

O prefeito José Pestana agradeceu a Jackson Lago pelo anúncio das obras e pela presença na festa de emancipação política de Cururupu. “Quero me somar ao governador pela educação, porque somente através dela é que chegamos à libertação. Ele está mostrando que faz um governo parceiro das administrações municipais, porque já foi prefeito e sabe das nossas dificuldades”, lembrou.

Ele aproveitou a oportunidade para criticar seus adversários políticos que criaram boatos dizendo que a escola, agora entregue à comunidade estudantil, jamais seria reformada e ampliada. “Esta foi a oitava escola reformada, com recursos do tesouro municipal, em pouco mais de dois anos em Cururupu, que hoje ocupa a 10ª posição entre os municipios com melhor desempenho no ensino fundamental”, comemorou.

Afirmando que deseja ser lembrado como o prefeito que priorizou a educação, Francisco Pestana disse foram implantados importantes programas e projetos educacionais, como a capacitação dos professores que hoje representam 70% com pós-graduação, promovendo uma revolução na educação porque só através dela chegaremos à libertação. Disse ainda que gostaria de ser lembrado como prefeito que investiu pesado na saúde, abriu estradas vicinais e pretende realizar uma série de obras.

FESTA - José Francisco Pestana disse que Cururupu tinha motivos para comemorar a data de fundação da cidade de forma festiva, principalmente porque tem trabalhado, sem medir esforços e sem descanso, com objetivos definidos e necessários, na busca de realização de obras. Lembrou que desde que assumiu o comando do município tem procurado firmar convênios para obtenção de recursos e possibilitar a melhoria da qualidade de vida dos moradores e proporcionar felicidade para a população.

Lembrou que, ao assumir a prefeitura, a cidade estava com sua sede abandonada há vários anos, mas em pouco mais de dois anos, contando com a ajuda de parceiros competentes e abnegados, lançou-se ao trabalho realizando obras esperadas pelo povo e de grande serventia para a comunidade.

Destacou a pavimentação asfáltica de seis quilômetros de ruas, recuperação de prédios públicos e de estradas, dinamizou o serviço de limpeza pública, recuperou e ampliou oito escolas e equilibrou as finanças do município. “Eram obras há muito esperadas pelo povo, como o asfaltamento de ruas, melhoramento de 14 quilômetros de estradas vicinais, possibilitando o escoamento da produção agrícola e dos pescados”.

BALANÇO - Ao fazer um balanço de sua gestão, Francisco Pestana avaliou que em dois anos e nove meses realizou muito mais que seus antecessores, que hoje, por meio de um pasquim, mentem, caluniam e atacam a atual gestão de forma rasteira. Salientou que sua resposta está sendo dada com trabalho, altos investimentos na educação e em todos os setores, de forma transparente e responsável.

“A educação de Cururupu vem colecionando resultados altamente positivos em programas como Educação de Jovens e Adultos (EJA), educação infantil e ensino fundamental, conforme atestam as pesquisas do ministério da Educação”, contou. Ele garantiu que em reconhecimento à coragem, o esforço e a determinação, a secretária Rosário de Fátima vai continuar com seu trabalho profícuo para desespero daqueles que a criticam, desmentindo os boatos de sua demissão.

Para garantir a melhoria do sistema educacional, a prefeitura implantou outros programas como Alfa e Beto, Pró-Letramento, Escola Ativa, Saberes da Terra e reforço escolar. Também foram instaladas salas de inclusão digital na ilha de Guajaratiua e na escola Herculana Vieira I I I.

REFORMAS - Além da reconstrução e ampliação dos colégios da rede municipal, o prefeito Francisco Pestana autorizou a reforma dos postos de saúde localizados nos povoados Peru, Caçacoeira, Lençóis, Maracujatiua, São Lucas e recuperou os postos de Porto do Meio e o localizado no bairro de Fátima.

Neste contexto citou que a secretaria de Saúde foi completamente reformada e hoje oferece serviços médicos especializados de urologia, gastroentereologia, pediatria, cardiologia, oftalmologia e saúde bucal. Frisou ainda que foram criadas mais três equipes de atendimento médico e mais nove do Programa Saúde da Família (PSF).

Francisco Pestana destacou ainda que o prédio onde será instalada a Farmácia Popular está com as suas obras concluídas e, em breve, será inaugurado o Centro de Especialização em Odontologia para oferecer serviço de qualidade à população. Os mesmos serviços irão beneficiar os moradores do bairro de Fátima e Areia Branca.

Ao mesmo tempo a secretaria implantou importantes programas de saúde preventiva para combater doenças sexualmente transmissíveis (DST-Aids), hanseníase, câncer de pênis e tuberculose, além de diversas campanhas de vacinação.

INCENTIVO - Na área da produção a secretaria de Agricultura vem incentivando o pequeno produtor na busca de recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa de Desenvolvimento Integrado do Maranhão (Prodim). A secretaria também disponibilizou técnicos para orientar os pequenos produtores que receberam sementes selecionadas, adubo, desenvolveu projetos agrícolas para a produção de milho, melancia, feijão e verduras, que estão apresentando resultados altamente positivos.

A prefeitura de Cururupu também estimula a produção de mel de abelha e o melhoramento de farinha de mandioca, que serão comercializados no mercado público que ganhou obras de reforma e ampliação, depois de 12 anos de abandono.

Disse que em pouco mais de dois anos, por meio de parcerias, foram adquiridas viaturas policiais, ambulâncias, ampliou o serviço de esgoto e água com a perfuração de poços artesianos para oferecer água de qualidade. Disse ainda que sua gestão levou cidadania e dignidade à população facilitando a oferta de documentação, fortaleceu e valorizou a cultura.

Fonte: correiodosmunicipios.com.br

Prefeito de Central beneficia comunidade da zona rural

0 comentários

Um centro de atendimento básico de saúde foi entregue pelo prefeito de Central do Maranhão, Irã Monteiro Costa, aos moradores do povoado Monte Cristo, como parte das comemorações pelo aniversário de 13 anos de emancipação da cidade. "Este posto de saúde terá médico, odontológo, enfermeiros e auxiliares para oferecer tratamento de saúde de qualidade aos moradores de Monte Cristo e comunidades vizinhas", assegurou o prefeito.

O posto de saúde foi construído por meio da parceria entre o governo do Estado e município para beneficiar os povoados de São José do Lugar, Angelim, Mussuã, Bom Bicho, Monte Carlo e Bela Vista. A inauguração contou ainda com a presença dos vereadores João Batista, Daniel, Manoel dos Santos, secretários, líderes comunitários e representantes das comunidades beneficiadas pelo posto.

Irã Monteiro disse que nada traz mais satisfação a um administrador do que a entrega de uma obra, principalmente na zona rural. "Alguns prefeitos são preocupados em inaugurar obras na cidade e esquecem que na zona rural existem as pessoas mais carentes. Se não investirmos no campo, as pessoas vão sair para procurar melhores condições de vida na cidade e acabam por fundar palafitas e viver em condições subumanas. Por isso, a nossa grande preocupação é trazer benefícios para a zona rural".

O prefeito adiantou que está em andamento o processo para aquisição de uma Unidade Móvel de Saúde para atender os povoados que ainda não possuem posto de saúde. O microônibus tem gabinete odontológico e gabinete cévico-ginecológico.

A secretária de Saúde, Janete Cléia Ferraz Costa, disse que Monte Cristo é mais uma comunidade beneficiada com serviços na área de saúde. "Temos duas equipes do Programa Saúde na Família atendendo na zona rural e uma prestando atendimento na sede do município". Há, ainda, médico de plantão para atender a comunidade de Central.

O líder comunitário José Antonio ressaltou a importância da obra. Disse que antes as pessoas tinham que percorrer longos caminhos em busca de um atendimento médico e, muitas vezes, acabam morrendo antes de conseguir. "O prefeito Irã Monteiro atendeu as nossas reivindicações e construiu este posto, que representa a realização de um sonho para toda a comunidade".

Fonte: correiodosmunicipios.com.br

Prefeita recusa propostas indecorosas e é ameaçada

0 comentários

A prefeita de Centro do Guilherme denuncia que está ameaçada de morte e vem sendo politicamente sendo perseguida. As ameaças partiram do prefeito do vizinho município de Maranhãzinho, Josimá Cunha Rodrigues, seu ex-aliado. Maria Irene de Araújo Sousa revela que as ameaças surgiram depois que recusou propostas indecorosas para terceirizar a sua administração com o conseqüente desvio de recursos do tesouro municipal e empregar cerca de 700 pessoas sem concurso, acrescentando que seu trabalho à frente da prefeitura criou um clima de inveja.

Em outra proposta feita e recusada com veemência durante um almoço, ela entregaria o comando da prefeitura para Josimá Cunha durante seis meses, receberia um salário mensal de R$ 30 mil sem trabalhar, com a promessa de "equilibrar" as finanças municipais e demitir dezenas de funcionários.

Revelou ainda que o pavio das perseguições foi aceso depois que a prefeitura de Centro do Guilherme adquiriu equipamentos eletrônicos e alugou máquinas de Josimá Cunha. O aluguel das máquinas foi pago, mas restou um débito de R$ 10 mil.

DÍVIDA - Maria Irene confirma a compra de uma rede de comunicação via internet com antena parabólica no valor de R$ 6 mil, mas o equipamento não foi entregue. A partir daí ela foi pressionada e ameaçada para quitar a dívida, cujo pagamento ficou condicionado à entrega dos equipamentos eletrônicos. Além disso, Josimá Cunha exigiu três cheques no valor de R$ 10 mil para serem descontados nas parcelas de transferência do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Proposta também recusada com veemência.

Recentemente, a título de promover uma "festa da paz", Josimá Cunha montou um palanque para lançar a sua mulher como candidata à prefeita de Centro do Guilherme. Os discursos foram transformados em ataques à prefeita Maria Irene com palavras de baixo calão e ataques pessoais. Inconformada, a prefeita prometeu recorrer à Justiça porque os ataques foram dirigidos a sua vida particular.

Para rebater os ataques infundados contra sua administração, Maria Irene promoverá uma audiência pública com a participação da comunidade, advogados e contadores para mostrar com transparência onde foram aplicados os recursos.

Fonte: correiodosmunicipios.com.br